Select Menu

Fique Sabendo

Lorem 1

Technology

Circle Gallery

Shooting

Racing

News

Lorem 4


Nesta reportagem para o Jornal da Clube Jean Corauci fala do erro no local para a instalação da unidade do Bom Prato no HC de Ribeirão Preto, a população também mostra a sua indignação.
-
Muito mais que apenas um dia de descanso ou de comércio fechado. O feriado de São Sebastião é uma data de reconhecimento a um mártir cristão e também de respeito a história de Ribeirão Preto, a nossa São Sebastião do Ribeirão Preto.

Foi assim, sob a proteção do santo, que a hoje internacionalmente conhecida “Ribeirão Preto” denominada, nasceu. Poderíamos ser até hoje conhecidos como moradores de “São Sebastião”, por exemplo.  

Talvez o destino fez com que o nome de “São Sebastião” fosse deixado de lado ao longo de nossa história. Fiquei feliz com a notícia de que a ideia de riscar do calendário do feriado de 20 de janeiro, data do nosso padroeiro, não prosperou.

Primeiro, vamos às discussões econômicas, base para quem levantou a hipótese de revogação do feriado. A data em 2018 será em um sábado. Ou seja, não será um feriadão prolongado e as perdas para o comércio não serão gigantescas. Além disso, essas datas são uma chance para o encontro de amigos e familiares, o que também movimenta outros setores do comércio.

Porém, vamos ao tema principal. A importância de São Sebastião para os fiéis e também para a nossa história.

São Sebastião é um mártir cristão, indo muito além da doutrina católica. A coragem do homem que fez parte do exército romano para difundir os ensinamentos de cristo é um marco para todas as religiões cristãs, mesmo aquelas que não têm devoção a santos.

A história de Ribeirão Preto que nasceu com a primeira igreja dedicada a São Sebastião, onde hoje é a Praça XV, não pode ser desrespeitada. Manter a data, que já ficou fora do nosso calendário dos anos 60 até 2010, foi um grande acerto.

Que continuemos reservando essa data para o homem que inspirou o surgimento de uma cidade e dá força para os ribeirão-pretanos até hoje. 
O feriado de São Sebastião, comemorado no dia 20 de janeiro, será mantido pela Prefeitura de Ribeirão Preto. Foi isso que anunciou o prefeito Duarte Nogueira (PSDB), que foi pessoalmente à uma missa na Catedral, na noite desta sexta-feira (15). 

O pedido para acabar com o feriado partiu da classe empresarial da cidade. São Sebastião é padroeiro de Ribeirão Preto e data é feriado desde 2010 - lei do ex-vereador Coraucci Netto. Na semana passada, o vereador Jean Corauci e o pai, Coraucci Netto, tinham se posicionado contra o fim do feriado.

Fonte: http://www.cbnribeirao.com.br/noticias/

-

Fui o primeiro a entrar na luta para que a Maria Fumaça continue em Ribeirão Preto e seja reativada. 

Em agosto, fiz uma indicação para a Prefeitura criar o Trem Turístico e vou lutar para que o projeto vire realidade neste ano de 2018. Não vamos admitir perder o nosso patrimônio para outra cidade, ameaça que foi parar na Justiça. 

Mais que uma atração turística, o projeto é uma forma de respeitar a história de nossa cidade, que se tornou essa referência nacional pela força dos trilhos. 

Também já pedi a reforma da Estação Barracão, que seria o ponto de partida da Maria Fumaça na rota turística. O passeio iria até a Estação Mogiana.

Vamos unir forças para que o nosso patrimônio ganhe vida neste ano. Vou continuar cobrando o governo para que a Maria Fumaça volte aos trilhos. 

Estrutura do prédio e proximidade ao HC são fatores fundamentais para sucesso na execução do projeto.

A Comissão Especial de Estudos do Bom Prato enviou um oficio ao Prefeito Duarte Nogueira indicando duas áreas próximas ao Hospital das Clínicas como possíveis locais para a instalação da nova unidade em Ribeirão Preto.

A Comissão é composta pelos vereadores Igor Oliveira (PMDB) - presidente, Marmita (PR) e Jean Coraucci (PDT). A indicação veio depois do apontamento feito pelo executivo de dois salões no bairro Monte Alegre. Segundo os membros da Comissão essas áreas seriam distantes do HC, o que dificultaria o acesso dos pacientes do hospital. O vereador Igor salientou que não são todas as pessoas que estão em plenas condições para fazer uma caminhada de mais de um quilômetro, sem falar na inclinação do bairro Monte Alegre.

Sobre os novos prédios, o primeiro analisado pelos vereadores fica na avenida Lucas Nogueira Garcez, a 600 metros da entrada do hospital. É um prédio particular e que hoje serve como restaurante, mas o proprietário disse que pretende mudar o local. Por se tratar de uma construção voltada para o comércio, toda a estrutura está montada. Há um recuo lateral para entrada e saída de caminhões, além de um amplo salão. No piso superior funciona um escritório.

Já o segundo local é público, fica em frente à Clínica Civil e é administrado pela FAEPA (Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência do Hospital das Clínicas da Faculdade Medicina Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo). O prédio foi construído para ser uma lanchonete e fica nas dependências do estacionamento 3, local onde param ônibus e vans (o que facilitaria o acesso dos pacientes). A construção conta também com dois banheiros para o público, banheiros privativos para os funcionários e um vão central que poderia servir como refeitório. A distância entre o local e a entrada do HC é de 300 metros.




-