SECRETÁRIA TERÁ QUE EXPLICAR

O Jornal Tribuna Ribeirão trás em destaque a solicitação que fiz sobre a convocação da Secretária do Meio Ambiente Sônia Valle Walter Borges de Oliveira para dar explicações sobre a Lei do IPTU Verde.

A Prefeitura de Ribeirão Preto tenta de todas as formas não conceder o desconto para as 5.000 família que pleitearam o desconto para este ano e também dificulta e não protocola os pedidos de desconto para 2020.

O STF já julgou e determinou que a Prefeitura conceda o desconto, mais vez a Prefeitura luta contra um direito que é seu.

Continuarei na luta por você e por nossa cidade.

Mais

Explicações


A Câmara aprovou a solicitação do vereador Jean Corauci para convocar a secretária do Meio Ambiente Sônia Valle Walter Borges de Oliveira. A responsável pela pasta precisará explicar ao plenário o motivo da Prefeitura ainda não ter regulamentado a Lei do IPTU Verde. Apenas os vereadores André Trindade (DEM) e Elizeu Rocha (PP) votaram contrários à convocação.


Em janeiro, uma portaria publicada pelo Executivo estipulava a criação de uma comissão, formada por membros da Secretaria da Fazenda e do Meio Ambiente, a fim de se estudar a concessão do desconto. Durante os trâmites, houve a troca do antigo secretário do Meio Ambiente, Otávio Okano, pela atual secretária. Desde então, ainda não houve uma conclusão dos estudos.

O objetivo da Lei do IPTU Verde é fomentar e incentivar o uso de tecnologias ambientais sustentáveis, medidas que preservem, protejam e recuperem o meio ambiente. O texto propõe uma série de exigências para que a residência seja beneficiada com o desconto no imposto, que não poderá exceder 12% do valor total.

fonte: Revide

Mais