CEE do Bom Prato realiza reunião de trabalho e planeja ações para 2019

fevereiro 27, 2019

Os vereadores Jean Corauci,  Igor Oliveira (MDB) e Adauto Marmita (PR) se reuniram na tarde de hoje (14) para a instalação da Comissão Especial de Estudos do Bom Prato. 

Durante mais de uma hora os vereadores expuseram a necessidade do desarquivamento da CEE e também planejaram como serão realizados os trabalhos durante o ano de 2019.

A Comissão foi reaberta após a promessa do Governo de inaugurar a segunda unidade do Bom Prato não ser cumprida. Em outubro de 2017, durante uma solenidade no Palácio dos Bandeirantes, o então governador Geraldo Alckmin anunciou que o segundo restaurante em Ribeirão ficaria pronto em março do ano seguinte. A data acabou sendo prorrogada para setembro, mas até agora nada foi feito.

Ao contrário do mérito primário que era de cobrar a vinda de mais um Bom Prato, esta fase da CEE tem o objetivo de esclarecer a demora da implantação da unidade, além de reais custos aos cofres públicos.
Para o vereador Jean Corauci, a volta da Comissão vai colaborar muito para acelerar a implantação do restaurante.

"Desde a criação da CEE nós temos trabalhado muito. Fizemos várias diligências, ouvimos autoridades relacionadas ao assunto, enfim, vamos repetir nossa luta em 2019 e concretizar mais essa conquista para Ribeirão", disse.

O anúncio do novo Bom Prato gerou uma expectativa muito grande na população. "Nós não podemos permitir que essa expectativa se torne frustração. Nós temos pessoas no Hospital das Clínicas que sofrem todos os dias pela subnutrição. É por elas que vamos lutar" – disse o presidente da CEE, Igor Oliveira.

O requerimento para o desarquivamento foi votado na sessão ordinária da última quinta-feira (7) e aprovado por unanimidade.

Já o vereador Adauto Marmita lembrou que além dos parlamentares, a força da população foi demonstrada. Em apenas 20 dias, mais de 40 mil assinaturas pedindo o Bom Prato para os pacientes do HC foram coletadas. 

"O governador (à época) viu a real necessidade das pessoas graças ao trabalho da Comissão. Nós abrimos os olhos dos nossos governantes para o sofrimento dos pacientes. Agora vamos cobrar para que a promessa vire realidade", concluiu Igor.

Posts Relacionados

0 comentários :

Postar um comentário