Select Menu

Fique Sabendo

Lorem 1

Technology

Circle Gallery

Shooting

Racing

News

Lorem 4

» » Representantes de setores são ouvidos pela CEE das Verbas da Covid

Na tarde desta terça-feira, 27 de julho, a Comissão Especial de Estudos das verbas da Covid, cujo objetivo é analisar a gestão e as prioridades empregadas no uso de verbas municipal, estadual e federal, destinadas ao combate da pandemia de Covid-19 no município de Ribeirão Preto, realizou reunião cumprindo o cronograma deliberado na última reunião.

Foi lembrado que no último trimestre milhões de brasileiros enfrentaram a fome no último trimestre e que a pandemia gerou impactos na vida de crianças e adolescentes tanto em questões físicas com o aumento da violência doméstica, a insegurança alimentar, o aumento do trabalho infantil, a alta taxa de evasão escolar e a saúde mental.

A secretária da Assistência Social, Renata Correa, que deveria participar da oitiva mas devido a compromissos anteriormente agendados, solicitou reagendamento para o dia 10 de agosto.

Foram ouvidos pelos membros da comissão representantes do Conselho Alimentar, Projeto Mesa Brasil, Rede Emancipa e Conselho Tutelar.

A Rede Emancipa é uma rede de educação popular, mas durante a pandemia houve a dificuldade de realizar este trabalho nas comunidades devido ao isolamento social. Desta forma começaram a atuar na questão alimentar. Atualmente são atendidas duas comunidades com cozinha coletiva, a comunidade Vida Nova e Vila União.

Foi relatado pela representante, que a comunidade não tem acesso as ações desenvolvidas pela prefeitura, e por muitos não possuírem documentos, o acesso ao Cacem e ao CadÚnico é dificultado.

A ausência de visitas domiciliares promovidas pelo município também foi citada como uma das dificuldades enfrentadas pelas famílias das comunidades, que na maioria das vezes não conseguem realizar ligações telefônicas para atualizações de cadastro no Cacem e CadÚnico.

Cestas básicas em número insuficiente, períodos curtos de distribuição, e a dificuldade de muitas mães buscarem o kit alimentar nas escolas foram alguns dos problemas citados.

O programa Mesa Brasil, desenvolvido pelo Sesc, conta com empresas parceiras que doam material excedente que é encaminhado para entidades sociais. O programa atende prioritariamente pessoas em situação de vulnerabilidade social e nutricional assistidas por essas entidades sociais cadastradas.

Atualmente arrecadam cerca de 15 toneladas de alimentos e atende em Ribeirão Preto, aproximadamente 13.000 famílias, sendo a maior parte composta por pessoas que perderam o emprego nos últimos meses.

Foi lembrado pelo representante do Mesa Brasil, que a falta de mapeamento em Ribeirão Preto resulta em grande dificuldade n atendimento a essas famílias. Enquanto algumas são atendidas por vários programas, outras não tem acesso a nenhum tipo de auxílio.

A conselheira tutelar descreveu a falta de entrosamento entre o Conselho Tutelar e a Secretaria Municipal de Assistência Social, e que a população que sofre o prejuízo com esse quadro. A precariedade da estrutura dos conselhos e de equipamentos que facilitem o atendimento e acesso aos munícipes também foi destacado.

Foi solicitado pela conselheira que representantes dos três Conselho estivessem presentes durante a reunião com a secretária da Assistência Social.

Foi deliberado pelos membros da comissão que será encaminhado um ofício a Rede Emancipa, solicitando os dados dos estudos levantados nas comunidades.

fonte: https://www.camararibeiraopreto.sp.gov.br/JW34/noticia/5657

Sobre Jean Corauci

Nascido em Ribeirão Preto, é graduado em Análise de Sistemas e Pós Graduado em Administração de Empresas e está em seu primeiro mandato. Um dos vereadores mais atuantes na legislatura 2017/2020.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Deixe uma Mensagem