Select Menu

Fique Sabendo

Lorem 1

Technology

Circle Gallery

Shooting

Racing

News

Lorem 4

» » Secretária da Assistência Social foi ouvida pela CEE do Bom Prato


A Comissão Especial de Estudos do Bom Prato, instalada para acompanhar a construção e implantação da segunda unidade do Bom Prato Em Ribeirão Preto, ouviu na tarde desta terça-feira, 05 de abril, a secretaria da Assistência Social, Renata Corrêa Gregoldo.

A CEE é composta pelos vereadores Igor Oliveira (MDB), presidente da comissão, Jean Corauci (PSB) e Matheus Moreno (MDB).

Resumindo a última reunião realizada, Igor explicou que a CEE ouviu representantes da Construsantos, empresa responsável pela construção do restaurante, e foi justificado por eles o atraso das obras por conta da solicitação de reajuste, e por três vezes foi negado pela Secretaria Municipal da Assistência Social.

Renata esclareceu que o primeiro pedido de reequilíbrio foi realizado em 11 de novembro, e foi negado pela ausência de planilhas justificando o pedido. Em 03 de dezembro foi apresentado outro pedido, e submetido à Procuradoria Jurídica Municipal que apontou inadequação à Lei de Licitação, que impossibilita reajuste antes de 12 meses, o que ocorreu no final de março. Com isso, a empresa apresentou novo pedido, com proposta baseada no índice do Sinduscon, Sindicato da Indústria da Construção Civil, de 30,26%, mas a proposta da prefeitura foi pelo Índice Nacional da Construção Civil (INCC), em torno de 15%. A devolutiva da empresa está sendo aguardada por Renata para o dia 08 de abril.

A secretaria também justificou que no processo licitatório foi determinado pelo engenheiro da prefeitura que a obra seria concluída em seis meses, mas com a alta nos insumos, a obra acabou se estendendo. Um novo aditamento de prazo para a conclusão das obras foi estabelecido pela prefeitura para o dia 22 de junho, desta forma não foi gerado multa ou notificações por parte da prefeitura à empresa.

Quanto aos pagamentos já efetuados, Renata explicou que foram feitas sete medições, estando a obra com 70% realizada e com 34,41% do pagamento feito.

“Em um cenário positivo, o prazo assegurado pela construtora é que a obra seja entregue entre outubro e novembro de 2022” afirmou a secretária.

Os equipamentos da unidade já foram adquiridos. O Governo do Estado de São Paulo repassa a verba e o descritivo dos equipamentos para o Instituto Protagonismo e este se responsabiliza pelas aquisições. Porém com o atraso na obra, o instituto tem solicitado às empresas que adiem a entrega dos equipamentos.


Texto: Silvia Morais (MTB 77105/SP)

Fonte: Site da Câmara Municipal

Fotos: Allan S. Ribeiro (MTB 0081231/SP)

Sobre Jean Corauci

Nascido em Ribeirão Preto, é graduado em Análise de Sistemas e Pós Graduado em Administração de Empresas e está em seu primeiro mandato. Um dos vereadores mais atuantes na legislatura 2017/2020.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Deixe uma Mensagem